05/09/2017

Categoria rejeita proposta do TST e decreta Estado de Greve

 

 

Numa noite de muita tensão contra os Correios, os trabalhadores da estatal rejeitaram por unanimidade, nesta terça-feira (05), a proposta do Tribunal Superior do Trabalho e aprovaram Estado de Greve até o dia 19 de setembro quando a categoria voltará a se reunir para declarar Greve Geral por tempo indeterminado e parar os Correios em todo o País.


A decisão veio após vários trabalhadores da capital e interior fazerem declarações inflamadas e de convocação da categoria para defender os direitos conquistados ao longo dos anos.

 

Neste momento a situação é de muita revolta contra a ECT que premeditadamente vem protelando as negociações da Campanha Salarial e aguardando a vigência da reforma trabalhista e as mudanças da CLT para aplicá-las contra os ecetistas tirando direitos e precarizando as relações de trabalho.


Para Alysson Guerreiro, vice-presidente do Sintect-AL, “já que a empresa quer ver a força da categoria, os trabalhadores irão para o embate e, no dia 19 de setembro, demonstrar sua força decretando uma grande greve geral para dizer à sociedade e ao TST que não podemos continuar perdendo direitos enquanto a empresa é sucateada para ser entregue a iniciativa privada. Neste momento de destruição das nossas conquistas históricas, não temos outra alternativa senão lutar antes que tudo esteja perdido. Antes que nossos empregos e dignidade sejam usurpados pela empresa e pelo governo federal”. Finalizou Alysson.


O Sintect-AL alerta a categoria quanto ao projeto do governo Temer e da presidência da empresa de atacar os trabalhadores retirando direitos, precarizando cada vez mais as relações de trabalho para deixar a ECT atrativa para o capital privado acabando com conquistas do passado e com milhares de empregos efetivos nos Correios.

Esta é uma situação que não se pode esperar pra ver. A luta é urgente e toda a categoria precisa estar unida para evitar um futuro sombrio caso a mobilização não se fortaleça.

 

Dia 19 de setembro todos à Assembleia Geral e à grande Greve que defenderá um Correio Público e os Trabalhadores.

Fonte:

Comentários

  • 06/09/2017 08:57:00 Thiago Deyveson

    Vamos à luta companheiros!
    É tudo ou nada!
    Principalmente os atendentes vamos nos unirmos nessa luta, lembrem-se q vcs fazem parte da ECT também.

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas