02/04/2018

Agência Central dos Correios é invadida pela segunda vez em Maceió.

Foto: web

 

 

A Agência dos Correios, localizada na Rua do Sol, Centro de Maceió, foi invadida no último final de semana, momento em que se celebrava a Semana Santa e a Páscoa. Durante o ocorrido, duas bombas d’agua e uma câmera de vídeo monitoramento foram furtadas da parte externa da agência.

 

Esta é a segunda vez, em menos de um mês, que a agência sofre este tipo de ação por parte dos criminosos. A primeira ocorreu no dia 15 de março, quando o setor de carga e descarga foi arrombado e teve equipamentos e objetos postais revirados.

 

A vulnerabilidade na agência central é consequência de uma política de descaso com os setores postais em Alagoas. Por todo o estado, o que se ver são agências e centros de distribuição cada vez mais precarizados e a mercê dos meliantes.

 

Apesar do Sintect-AL ter conseguido liminar na Justiça do Trabalho que obriga os Correios a fornecer serviço de vigilância nas agências postais, na agência central de Maceió, infelizmente, o serviço só está disponível em horário comercial. Ou seja, por inconsequência da ECT, a noite e nos finais de semana, o setor fica desguarnecido e a disposição dos meliantes para as práticas delituosas - o que vem acontecendo com frequência.

 

A tendência é que fatos dessa natureza continuem se repetindo ou até se agravem. Pelo menos enquanto a Gerência de Segurança Patrimonial dos Correios não acordar para tomar providências que coíbam esse tipo de crime.

 

O Sintect-AL lamenta o ocorrido e pede maior segurança e cuidado com o patrimônio do povo brasileiro.

Fonte:

Comentários

  • 03/04/2018 14:33:35 João e Maria

    Há muitos anos, a empresa vem sendo administrada por uma cambada de malandros, infelizmente! E agora, um dos piores malandros, os mdbistas.

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas