22/06/2018

ECT continua atacando direitos da categoria

 

 

No segundo dia de reunião entre os representantes da categoria e a ECT, ocorrida nesta quarta-feira (21), o Comando de Negociação pediu mais equidade e respeito à diversidade nos Correios, maior transparência nos processos de apuração das denúncias de assédio moral e sexual e em todas as ações de prevenção, bem como se permita uma maior participação das entidades sindicais em comissões que tratam dos assuntos das cláusulas sociais.

 

No geral, a empresa continua querendo obter vantagens prejudicando a categoria e não avança em cláusulas que beneficiem os trabalhadores. A ideia é "escravizar" os ecetistas com a implantação do banco de horas e o registro de ponto eletrônico.

 

A categoria não aceitará qualquer instrumento de controle que imponha a compensação de horas extras sem o devido pagamento salarial. Para isso, estará preparada para uma grande greve nacional caso a ECT não comece a atender as reivindicações contidas na Pauta Nacional de Negociação e desista de retirar direitos dos trabalhadores.

 

Na próxima terça-feira (26), acontecerá nova reunião para a negociação das cláusulas relacionadas à saúde do trabalhador..

 

 

Confira abaixo, em Ata, tudo o que foi discutido durante a reunião desta quarta-feira (21):

ARQUIVOS ANEXOS:
Fonte:

Comentários

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas