01/08/2018

“Nova” proposta da ECT já nasce velha: ataques e retrocessos viram chantagem contra os trabalhadores

 

 

Depois que a proposta da ECT foi rejeitada por unanimidade, nas assembleias do dia 26 de julho, e os sindicatos encaminharam pela deflagração de greve no próximo dia 07 de agosto, a ECT se desesperou de vez e tentou uma última manobra. No entanto, o convite para a reunião de negociação desta terça-feira (31) e a possibilidade de uma nova proposta não conseguiram esconder a verdadeira intenção da empresa de enrolar e atacar os benefícios dos trabalhadores. Apresentou uma proposta de reajuste salarial ainda rebaixada, com os mesmos 60% do INPC, não atendendo a categoria dos empregados. De acordo com a ECT, a projeção é que o Índice Nacional chegue a 3,68%. Com base nisso, a proposta de reajuste dos Correios é de apenas 2,21%.


Alegando que deseja esgotar todas as possibilidades de diálogo, a ECT afirmou que aceita prorrogar as negociações até o dia 14 de agosto, mas não garante a vigência do Acordo Coletivo de Trabalho com todas as cláusulas firmes. A FENTECT já havia protocolado ação recente junto ao Tribunal Superior do Trabalho (TST), que garante a manutenção da data base e todos os seus efeitos para que os trabalhadores não sofram qualquer prejuízo na assinatura ou julgamento do ACT. Não há qualquer garantia aos empregados e, mais uma vez, a empresa tenta usar a Reforma Trabalhista para amedrontar e confundir a categoria, já que teme as paralisações em todo o Brasil.


A "nova proposta" é tão perversa quanto a primeira e os retrocessos não mudam em nada o que foi apresentado ao Comando Nacional de Mobilização e Negociação. A ECT quer enfraquecer os trabalhadores arrochando os salários, retirando direitos e dificultando a organização da categoria.


Os Correios mantiveram a postura de retirada, também, de direitos importantes. Entre eles, a modificação do vale-refeição, com o desconto dos dias não trabalhados. Além disso, a exclusão do vale-cultura; redução dos dias para acompanhamento de dependentes (atualmente são seis dias e a empresa sugere que sejam três), adoção do ponto eletrônico sem o registro disponível para o empregado e a redução em 50% do pagamento em dias de folga.


A ECT agora aposta na omissão e na covardia daqueles que já se entregaram em outros momentos e menospreza a luta de todos que ainda querem dignidade para trabalhar. Os ataques já foram anunciados e quem comanda a empresa hoje representa um projeto de Correios que não contempla os cidadãos brasileiros e os trabalhadores.


À categoria, a FENTECT alerta que não se trata apenas de uma disputa por reajuste econômico, muito menos uma questão judicial. Os trabalhadores dos Correios já sofrem os efeitos da terceirização e não podem querer também terceirizar a luta. A greve é um instrumento legítimo da classe trabalhadora e é hora de fazer o enfrentamento necessário, assim como em outros momentos em que a categoria ecetista se posicionou com coragem e vontade de vencer.


Por isso, o Comando da FENTECT orienta a todos os sindicatos pela rejeição da nova proposta e intensifiquem as mobilizações para fazer a maior greve da história recente dos trabalhadores dos Correios.

 

07 DE AGOSTO É DIA DE ASSEMBLEIA GERAL, NA SEDE DO SINTECT-AL, PARA DIZER NÃO A PROPOSTA DA ECT!

 

Confira alguns pontos da proposta diabólica da ECT:

 

· AUMENTO SALARIAL DE 2,21% (60% DO INPC)


· REDUÇÃO DE 06 PARA 03 DIAS DE ACOMPANHAMENTO DE DEPENDENTES EM CONSULTAS MÉDICAS


· FIM DA OBRIGATORIEDADE NA IMPLANTAÇÃO DA ENTREGA MATUTINA


· EXCLUSÃO DO VALE-CULTURA


· IMPLANTAÇÃO DE PONTO ELETRÔNICO


· REDUÇÃO DO VALOR PAGO NO REPOUSO REMUNERADO EM 50%


· PAGAMENTO DE TICKETS POR DIA EFETIVAMENTE TRABALHADOS


· PAGAMENTO DE TICKET-EXTRA E NAS FÉRIAS PROPORCIONALMENTE AOS DIAS TRABALHADOS

 

 

Fonte:

http://www.fentect.org.br/noticia/nova-proposta-da-ect-ja-nasce-velha-ataques-e-retrocessos-viram-chantagem-contra-os-trabalhadores/

Com adaptação.

 

 

Clique no link abaixo e leia na íntegra a proposta vergonhosa da ECT:

 

ARQUIVOS ANEXOS:
Fonte:

Comentários

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas