11/12/2018

Coordenador de Relações do Trabalho proíbe companheiros das agências de prestar informações ao Sintect-AL

Determinação é um atentado à liberdade sindical e fere o direito de defesa da categoria

 

 

 Não restam dúvidas. Os Correios de Alagoas atentam contra a liberdade sindical e ataca o direito do trabalhador reclamar contra as péssimas condições de trabalho na empresa. O coordenador de Relações do Trabalho, Weleson Barbosa Moreira, passou dos limites e, de forma intempestiva e desproporcional, enviou e-mail para as agências postais proibindo que os companheiros prestem informações ao Sintect-AL referentes aos problemas nos setores.


A medida foi tomada para tentar impedir o Sindicato de continuar denunciando com provas o que vem acontecendo nas agências postais e que até o momento ele, enquanto coordenador das Relações do Trabalho, não conseguiu encaminhar para uma solução.


Vítimas de uma administração postal ineficiente, as agências estão completamente abandonadas. Falta de equipamentos, defeitos em vários outros, sujeira por toda a parte, calor e desconforto são algumas das mazelas também de responsabilidade do "chefe" de seção que até agora tenta aparecer a todo custo para se garantir na função.


As agências estão reféns desse pessoal que, em vez de cumprir o que prometeu (a limpeza corriqueira destes setores é um exemplo das falsas promessas), tenta impedir os trabalhadores de se defenderem quando denunciam ao Sintect-AL o descaso e a irresponsabilidade administrativa que tornou o atendimento postal um caos em todo o estado.


Fica claro que a determinação irracional do coordenador Weleson para calar o trabalhador é um ato de desespero de quem a todo custo tenta defender seus próprios interesses ameaçando reprimir a categoria. O melhor que esse senhor dever fazer é “largar o osso” e voltar para o atendimento nas agências. Somente assim terá um choque de realidade e, quem sabe, correr para pedir a ajuda do Sindicato por melhores condições de trabalho.


Que fique bem claro para o Weleson e para quem ainda defende a repressão contra os ecetistas: os companheiros das agências postais continuarão denunciando e o Sintect-AL intensificará a fiscalização nas agências postais a fim de coibir os desmandos, os descasos e a incompetência que imperam na Coordenação das Relações do Trabalho em Alagoas.


Não será qualquer chefe de seção que irá calar o trabalhador. E quem ousar punir aqueles que se defendem das mazelas da ECT, irá responder na Justiça pelas perseguições e truculências que atentam contra a liberdade sindical e o direito de defesa da categoria através de sua entidade de classe.


O tempo da censura acabou e jamais admitiremos a volta da ditadura nos Correios. A cada companheiro nas agências, pedimos que continuem denunciando os absurdos e jamais se curvem às determinações abomináveis, a exemplo desta emitida pelo “chefe” de plantão Weleson Barbosa Moreira.


O Sintect-AL está de portas abertas para receber e denunciar os atentados à dignidade da categoria. Estaremos de olho e tomaremos providências legais contra todo e qualquer “pelanco de ditador”.

 

 

Confira no arquivo abaixo o email enviado às agências:

ARQUIVOS ANEXOS:
Fonte:

Comentários

  • 13/12/2018 23:44:32 ect

    Olha só!

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas