23/04/2019

A frieza de um pusilânime e o descaso com o trabalhador

 

 

É de espantar a incapacidade administrativa da atual Superintendência Estadual dos Correios em Alagoas. Maior ainda é a frieza advinda da indiferença e da falta de compromisso do atual superintendente, Edmilson Bezerra, com os trabalhadores de Rio Largo.


O “hiporintendente”, que só permanece no cargo porque o governo federal ainda não se afinou com o submundo da política em Brasília, continua abraçado com a inércia, não enxerga os problemas nos Correios e só tem olhos para a prévia de seu último contracheque.


Enquanto isso, Rio Largo continua com as mesmas mazelas, tantas vezes denunciadas pelo Sindicato, acrescidas pelos quatro condicionadores de ar parados na unidade de distribuição e pelo calor insuportável  que aflige o trabalhador.


Como diz o velho ditado: “nada está tão ruim que não possa piorar”. Nos Correios de Alagoas essa lamentável administração já superou até esse dito popular, porque, cada vez mais, ela nada fez e nada faz. Resolva os problemas de Rio Largo e apascente o sofrimento do trabalhador.


Os ecetistas aguardam diuturnamente a atenção do ministro Marcos Pontes e do general Juarez Aparecido de Paula, presidente dos Correios, para fazer uma faxina na administração da Superintendência Estadual e nomear um gestor que verdadeiramente trabalhe pela empresa, pela categoria e por Alagoas.

Fonte:

Comentários

  • 24/04/2019 11:15:59 João e Maria

    Esse senhor dessa política podre, não passa de um incompetente e oportunista.

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas