22/05/2019

Correios fecharão três agências postais em Alagoas

 Agência postal de Jaraguá - uma das mais antigas de Alagoas será fechada pelos Correios 

 

 

Os Correios informaram que fecharão 161 agências postais em todo o Brasil até o dia 05 de julho deste ano. Em Alagoas três agências serão afetadas pela medida privatista da empresa. Primavera (em Arapiraca), Cidade Universitária e Jaruaguá Mirim (em Maceió) serão as agências a serem fechadas até julho. A agência postal de Santa Luzia do Norte teve suas atividades encerradas em 2017 e não mais voltou às atividades no município.


Além de atender a população do antigo bairro de Jaraguá, a agência de Jaraguá Mirim tem um valor histórico importante, pois está entre as agências mais antigas de Alagoas e, possivelmente a mais antiga de Maceió, já que o historiador Thomaz do Bonfim Espíndola faz meção ao serviço postal em Jaraguá, no século XIX, em seu livro Geographia Alagoana ou Descripção Physica, Política, Histórica da Província de Alagoas, impresso em Maceió na Tipografia do Jornal de Maceió, em 1860.

 

Veja o que diz o renomado historiador quanto aos Correios do Jaraguá:

 

Correio — Em sessão do conselho da província, aos 16 de outubro de 1826, Miguel Vellòso da Silveira Nobrega propoz a creação de um correio na capital com agentes à imitação do da Bahia e Pernambuco, sendo afinal esse correio installado em virtude da lei de 15 de outubro de 1827, sob a presidência de Cândido José de Araújo Vianna. Compõe-se actualmente de uma administração geral na cidade de Maceió e de 28 agencias, assentes, uma na freguezia de Jaraguá (ESPÍNDOLA. 1871, p. 119).

 

 Lamentavelmente, num momento em que os Correios deveriam abrir portas para melhor atender a população, fazem o caminho inverso, destruindo sua memória e fechando agências postais quando poderiam ampliá-las por todo o país. Além disso, criam programas de demissão incentivada sem realizar concurso público para repor a mão de obra que deixa a estatal e sobrecarrega os que permanecem com uma sobrecarga de trabalho cada vez maior.


Os projetos de desumanização nos Correios e o extermínio de sua função social nada mais são do que preparar a empresa para um processo de privatização sem precedentes na história deste país com reflexos que levam à má prestação dos serviços postais e ao desemprego de milhares de trabalhadores.

 

Medidas abomináveis em tempos sombrios.

Fonte:

Comentários

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas