20/06/2019

Nota de Apoio aos Jornalistas Alagoanos

 

 

O Sindicato dos Trabalhadores na Empresa de Correios e Telégrafos em Alagoas (Sintect-AL) vem publicamente se solidarizar com o(a)s companheiro(a)s jornalistas e repudiar a proposta desrespeitosa das empresas de Comunicação que, nas negociações coletivas de trabalho, tentam a todo custo reduzir o piso salarial da categoria e com isso precarizar as relações de trabalho tão necessárias para uma imprensa livre e independente.

 


O Sintect-AL abomina as ações oportunistas dos empresários que, se valendo da avassaladora Reforma Trabalhista aprovada pelo Congresso Nacional, tentam reduzir os profissionais da imprensa brasileira ao regime de servidão através do que há de mais tosco e em sintonia com um projeto de país retrogrado, conservador e excludente que tenta a todo custo submeter estes trabalhadores às condições degradantes a fim de inviabilizar a ação jornalística, fundamental pilar da democracia brasileira.

 


Tais fatos constituem uma afronta à Liberdade em tempos tenebrosos vivenciados pelos profissionais da imprensa e comprovados pelos ataques a liberdade de expressão e a sobrevivência de todos aqueles que, pela palavra e pela força de seu talento, ecoam por todos os cantos deste País os anseios sociais abafados pela truculência, pela vilania e pelos projetos excludentes das camadas mais conservadoras da sociedade brasileira.

 


No momento em que a sociedade mais precisa de uma imprensa fortalecida, valorizada e reconhecida pelo conjunto do povo brasileiro, são inconcebíveis os ataques, a expropriação salarial e a desvalorização profissional que se apresentam no horizonte enquanto parte de um projeto hegemônico de poder no qual a voz do povo e da civilidade não possam ecoar através do espírito público e republicano dos jornalistas comprometidos com a liberdade, o bem informar e a dignidade da pessoa humana.

 


O Sintect-AL apoia todos os profissionais da Imprensa e neste momento de obscurantismo se coloca à disposição e se solidariza com cada jornalista  ao refultar intransigentemente os ataques das empresas de Comunicação alinhadas com o espólio, a desvalorização e a precarização ao desconsiderar o valor e a importância de toda a categoria da Comunicação alagoana.

 

 

Maceió, junho de 2019.

 

 

 

Sindicato dos Trabalhadores na Empresa de Correios e Telégrafos em Alagoas.

Fonte:

Comentários

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas