06/07/2019

Implantação da DDA no CDD Barro Duro gera reclamações da população

 

 

O Sintect-AL tem recebido da imprensa local várias solicitações de entrevistas para tratar do atraso na entrega de correspondências na região atendida pelo CDD Barro Duro. O fato ocorre após a implantação da Distribuição Domiciliária Alternada (DDA), quando o setor passou a acumular diversos objetos postais não conseguindo atender no prazo a população.

 

Após a implantação da DDA, não houve melhoria na estrutura operacional para que os usuários da ECT não fiquem prejudicados e os trabalhadores não sofram ainda mais com a sobrecarga de trabalho. Até o momento, o veículo utilizado na distribuição foi emprestado e não voltou mais. Pior ainda, mesmo com a implantação da DDA, ainda não há previsão de quando será devolvido.


Diante do descontentamento da população do Barro Duro e região, o Sintect-AL aguarda uma resposta do superintendente dos Correios e de seu gerente de Operações pelos sérios problemas na entrega das correspondências após a implantação de uma distribuição domiciliária alternada inconsequente e sem a mínima condição.


Infelizmente, ainda impera na ECT/AL o amadorismo que joga os trabalhadores e a população numa situação de constrangimento devido a precária prestação do serviço postal. Implantar a DDA de qualquer jeito é querer dar o passo maior que as pernas num correio que tem questões muito mais importantes para resolver.

 

Respeitar os trabalhadores no dia a dia de trabalho é uma delas.

Fonte:

Comentários

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas