02/10/2019

Trabalhadores em Brasília reforçam luta contra privatização

 

 

     Presentes em Brasília desde a última segunda feira, os companheiros Alysson Guerreiro e Altannes Holanda têm cumprido agendas no sentido da luta contra a privatização dos Correios, além de participarem é claro, do julgamento no TST sobre o nosso Acordo Coletivo 2019.

     Nesta terça-feira (1/10), eles participaram da audiência pública “Em Defesa dos Correios” na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). Na ocasião ocorreu um debate informativo contra a privatização da ECT.

     A Presidente do SINTECT/DF, Amanda Corsino, tambem presente na audiência, relatou sobre a importância social dos Correios em 356 anos, para os 5570 municípios do Brasil: “Empresas privadas não garantem o serviço em lugares mais afastados do país, sem contar que temos uma das menores tarifas do mundo e mais competitivas”, disse ela, que ainda ressaltou que o monopólio dos Correios é apenas para entrega de cartas, no setor de encomendas já existe a concorrência no Brasil.

     Entre os encaminhamentos da audiência pública, o deputado Fábio Félix(PSOL/DF)  sugeriu: criar uma frente parlamentar em defesa dos Correios também no âmbito da Câmara Legislativa do DF e produzir, a partir da casa, um requerimento de informação para a superintendência regional dos Correios, solicitando dados sobre o impacto da implantação do DDA e qual o plano de desestatização da empresa.

 

PL 7488/2017

 

     O PL 7488/2017, de autoria do filho do bolsonaro, Eduardo Bolsonaro, que altera a Lei 6.538 de 1978, dispõe sobre os serviços postais, com o objetivo de quebrar o monopólio dos Correios, seria discutido e votado hoje na Comissão de desenvolvimento econômico, indústria, comércio e serviços da Câmara dos deputados.

     Graças a atuação rápida dos trabalhadores dos Correios presentes, destacando além da presença dos companheiros Alysson e Altannes, também os companheiros de Minas Gerais e do Distrito Federal, o referido projeto foi retirado de pauta.

     "Isso só mostra a importância da luta dos trabalhadores em todos os campos para revertemos a nosso favor e a favor da sociedade", disse Altannes.

     A luta está só começando, como afirmou o Presidente do Sintect/AL, Alysson Guerreiro: "Estamos fazendo a nossa parte e a retirada de pauta desse projeto representa uma vitória dos trabalhadores. É apenas uma batalha de muitas que virão"

Fonte:

Comentários

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas