07/11/2019

ECT se utiliza de termo inadequado e culpa trabalhadores por caos na distribuição

 Documento responsabilizando carteiros do Farol por acúmulo de objetos postais

 

 

 

Ofensor: culpado, réu, criminoso, transgressor, delinquente, infrator. É assim que boa parte dos dicionários dão significado ao termo utilizado tecnicamente pela empresa para culpar os trabalhadores dos centros de distribuição, em especial o CDD Farol, pelos altos índices de acúmulo de correspondências na unidade.


Esquecem, porém, que quem anda ofendendo a ECT e os clientes pelos atrasos na entrega de correspondências são todos aqueles que tiveram a ideia tosca de implantar a distribuição domiciliar alternada (DDA) sem qualquer critério, completamente a esmo, apesar dos constantes alertas dos carteiros sobre a forma equivocada de como estava sendo implantada no CDD Farol. Inúmeras vezes foi dito que não daria certo e que provocaria um acúmulo de cartas sem precedentes na história da unidade de trabalho.


Agora, lamentavelmente, após terem feito “ouvidos de mercador” para as advertências da categoria, vem o coordenador operacional da ECT se utilizar deste termo inapropriado e pejorativo para culpar vários carteiros do CDD Farol pelo caos que é responsabilidade da gestão, além de pedir satisfação da gerente da unidade sobre um problema criado por eles mesmos e não pelos carteiros.


Para deixar de ser injusto, o coordenador vá pedir satisfação a quem, de forma inconsequente, cometeu o desatino de implantar a DDA nos Correios de Alagoas. Culpar os carteiros que diuturnamente se matam de trabalhar para atender a população e cumprir suas responsabilidades é muito fácil. Vá perguntar ao superintendente estadual e a seu corpo gerencial o porquê da forma atabalhoada para implantar um modelo de distribuição que comprovadamente é uma tragédia administrativa. Talvez, depois disso, você pense duas vezes antes de classificar o trabalhador como um ofensor e se convença definitivamente sobre quem anda fazendo mal para os Correios, para a população e para a categoria.


Reconhecer o esforço e a dedicação dos companheiros da área operacional, e não culpá-los pelas mazelas de gestores inconsequentes, de longe é o melhor caminho para uma empresa mais eficiente. Fica a dica.

 

Segue abaixo o documento da ECT que responsabiliza vários carteiros do CDD Farol. Os nomes foram suprimidos para preservar os citados na reclamação.

ARQUIVOS ANEXOS:
Fonte:

Comentários

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas