01/07/2020

Agências dos Correios lotadas são o reflexo da incapacidade administrativa da ECT

 

     Várias agências dos Correios de Alagoas, que já viviam lotadas de pessoas devido a falta de funcionários e a falta de responsabilidade social da gestão da empresa por não contratar funcionários, agora estão numa situação mais crítica.

     O governo federal e a direção dos Correios fizeram convênios recentes para mais serviços como auxílio emergencial e serasa/spc sem nenhum planejamento prévio e o resultado: agências sobrecarregadas, funcionários mais sobrecarregados e todos correndo mais riscos devido as aglomerações.

     A direção do Sintect/AL constatou o caos hoje na AC Central de Maceió: a direção dos Correios não tomou providências para evitar as aglomerações, que põem em risco a vida dos trabalhadores e da população, devido ao grande risco de contágio pelo Coronavírus. Questões básicas de administração poderiam ser tomadas antes, mas ao que parece, além da incapacidade administrativa para resolver os problemas, a gestão tem uma cegueira enorme para evitar tantos problemas sérios.

     Essa constatação acontece não só na Agência Central de Maceió, mas também em várias cidades do interior de Alagoas, onde trabalhadores e funcionários sofrem e correm sérios riscos de contaminação.

     Porém, a irresponsabilidade administrativa é tão grande que, como sempre, fazem contrato sem sequer fornecer um treinamento adequado para os trabalhadores envolvidos.

     O Sintect/AL continuará pressionando a gestão da ECT em Alagoas para que tome as medidas urgentes de proteção da saúde e da vida dos funcionários e usuários.

 

Veja abaixo mais fotos da falta de respeito da gestão com os trabalhadores e a população

ARQUIVOS ANEXOS:
Fonte:

Comentários

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas