20/08/2020

Sintect-AL faz enterro simbólico da administração dos Correios em Alagoas

 

 

O caixão e os gritos de ordem chamaram a atenção da população de Maceió na manhã desta quinta-feira (20). Trabalhadores dos Correios da capital e interior estiveram reunidos para o enterro simbólico das piores administrações postais no Brasil e em Alagoas e para pedir o apoio da sociedade pela manutenção do último acordo coletivo de trabalho da categoria.

 

Com a presença de dezenas de carteiros, operadores de triagem, atendentes comerciais e algumas companheiras da área administrativa, a categoria protestou durante toda a manhã contra o descaso, a incompetência, a falta de planejamento e a ineficácia que marcam as gestões do “superintendente” estadual Edmilson Bezerra e do "presidente" dos Correios, Floriano Peixoto.

 

O encontro para enterrar o atraso administrativo começou as 09 horas, em frente a sede da estatal, localizada na Rua Antenor Gomes de Oliveira, próximo ao hospital Portugal Ramalho e seguiu em passeata até o Centro de Maceió chamando a atenção da população para o verdadeiro massacre que o presidente dos Correios está orquestrando contra as conquistas econômicas e sociais dos trabalhadores postais em todo o Brasil.

 

O ato faz parte da programação de greve para dizer ao governo federal que a péssima administração dos Correios no estado também faz parte do conjunto de insatisfações dos trabalhadores. "Sabemos que os ataques as conquistas da categoria e o programa de privatização dos Correios são elementos definidores da greve atual. Entretanto, é inegável que a péssima administração do superintendente Edmilson Bezerra impulsionou mais ainda os ecetistas a fazerem uma greve fortíssima em resposta ao abandono no qual se encontra a estatal, os usuários e os trabalhadores". Declarou Alysson Guerreiro, presidente do Sindicato da categoria.

 

Por fim, o Sintect-AL reitera as críticas contra a administração de Edmilson Bezerra e do general Floriano Peixoto afirmando que mudanças na Superintendência são imprescindíveis para o começo de uma empresa mais eficiente e voltada para a população.

 

Chega de descaso e abandono, fora Edmilson!

Fonte:

Comentários

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas