11/03/2021

CDD Maceió vive caos após redistritamento

CDD Maceió - Foto de Arquivo

 

 

O que já era ruim ficou muito pior. Quatro distritos a menos em meio ao atraso de centenas de correspondências no Centro de Distribuição Domiciliária Maceió, localizado no bairro do Reginaldo, vem provocando o caos no setor enquanto a Superintendência e sua Gerência de Atividades Externas fecham os olhos para o problema.


Antes a unidade de distribuição contava com onze distritos para atender importantes áreas da capital, inclusive as ruas do Centro. Com apenas sete distritos funcionando, resultado de mais um redistritamento mal feito na gestão de Edmilson Bezerra, correspondências de toda ordem se acumulam se previsão para a entrega. IPTU’s, IPVA’s, taxas de localização, boletos de cobrança, dentre outras, estão aguardando saída para chegar às mãos da população.


Muitos destes documentos, possivelmente a maioria, quando finalmente chegarem ao destinatário final, já estarão com os prazos de pagamento vencidos. Obviamente que nada disso estaria acontecendo se os responsáveis pela Gerência de Atividades Externas e o próprio superintendente estadual tivessem o mínimo de competência profissional para impedir que tudo isso ocorresse.


Graças a abnegação dos companheiros do setor, ainda é possível entregar as cartas registradas e as correspondências dos condomínios porque se junta tudo o que é do mesmo endereço e entrega nas portarias.


O setor apresenta alguns problemas que deveriam ser de fácil solução caso a administração estadual tivesse interesse em resolver, coisa que já sabemos que não tem. Após a aberração do redistritamento feito de qualquer jeito, os escaninhos estão sem a organização da divisão por ruas e sequer foi etiquetado com os nomes dos logradouros. Estando isso resolvido, facilitaria bastante o serviço de separação das cartas.


Além dos escaninhos sem as etiquetas para a separação por logradouro, o setor sofre com o calor excessivo já que os ar condicionados, de tão velhos, passam apenas por processo de limpeza sem qualquer conserto que os faça funcionar normalmente.


O caos administrativo nos Correios de Alagoas é resultado do desgoverno que vive o país e permite a continuidade de um superintendente estadual sem a mínima condição para liderar uma empresa extremamente importante para a população alagoana. A bem da verdade, todos já estão cansados de saber que, se a administração nacional da ECT fosse realmente séria, isto não estaria acontecendo em Alagoas e essa administração incapaz, juntamente sua Gerência de Atividades Externas, já teriam saído faz tempo.

Fonte:

Comentários

  • 12/03/2021 19:19:57 Almeida

    A questão é o que vamos fazee para parar com esse desrespeito com os funcionario e clientes. Isso també m ocorreu no cdd tabuleiro. Hoje lá temos 2 carteiros motorizados pra cobriri uma área de aproximadamente 130 km. A importåncia que a area central tem é a mesma da periferia pois os clientes pagam do mesmo jeiti pra ter o serviço de correios. Esperamos uma ação contudente de nossos representantes pois do jeito que tá a humilhação do seviçi prestado é gritante.

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas