22/03/2021

Transferência de distritos para o CDD Barro Duro é erro crasso

Foto: Arquivo Sintect-AL

 

 

 

Mais uma sandice da incompetente administração dos Correios em Alagoas. Desde o ano passado que a Superintendência tinha a ideia, no mínimo “inconsequente”, de transferir os distritos de outros CDD’s para o CDD Barro Duro.


A lambança começou neste final de semana com a transferência de dois distritos do CDD Maceió. Mas, a que ponto chega à irresponsabilidade? Simplesmente enxotaram dois distritos para o CDD Barro Duro sem as devidas adequações no processo de triagem das encomendas. Ou seja, as encomendas são encaminhadas primeiro para o CDD Maceió, passam pela triagem e somente depois são levadas para o CDD Barro Duro. Isso significa que os Sedex’s e os PAC’s estão perdendo muito tempo num setor para posteriormente serem entregues por outro Centro de Distribuição gerando mais atrasos.

 

Para piorar, também transferiram um distrito que cobre a região do Antares e jogaram no CDD Barro Duro para fazer dobra com os distritos gigantescos lá existentes. Como os carteiros não conhecem a região, a tendência é um acúmulo absurdo de cartas que prejudicará ainda mais o setor e os clientes que aguardam suas correspondências em casa.


As justificativas da Superintendência são as mais pífias possíveis. Sem qualquer embasamento técnico estão respaldadas no achismo que leva a ineficiência e a irresponsabilidade nas atividades postais da parte alta de Maceió.

Por fim, há constantes reclamações de que o CDD Barro Duro está fazendo o serviço de triagem do Centro de Logística, não por culpa dos companheiros que lá trabalham, mas da Superintendência e seus gestores que, sem qualquer visão estratégica, desprovidos do bom senso e da capacidade administrativa com o que há de mais elementar no serviço postal, “metem os pés pelas mãos” e têm transformado a ECT numa verdadeira bagunça postal.

Todos já sabemos que enquanto essas pessoas estiverem a frente dos Correios no estado, será disso a pior. Tal desordem nos preocupa porque está mais que evidente que essa turma trabalha pela privatização da empresa e, com isso, põe em risco o emprego de centenas de trabalhadores.


Não podemos aceitar tamanhas sandices em meio a um projeto de destruição do serviço postal brasileiro. A cúpula da administração dos Correios em Alagoas vem colaborando e muito com esse projeto entreguista.

Fonte:

Comentários

Comente esta notícia:
Nome:  
Comentário:    
Compartilhe esta notícia:
Seu Nome:
Nome Destinatário:
Email Destinatário:
Informe o número que aparece na imagem ao lado  
Rua Ceará, 206 Prado
57010-350
Maceió - Alagoas