(82) 3326-4454
sintect-al@uol.com.br

20 DE NOVEMBRO,DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA

Sintect/AL ressalta a importância desta data.

20/11/2021

...

Neste dia 20 de Novembro de 2021, o dia Nacional de Consciência Negra completa 50 anos e o Sintect/AL ressalta a importância histórica desta data.

O periodo da escravatura no Brasil durou 300 anos, todos nós temos conhecimento o quanto o povo negro sofreu durante esse triste período e é totalmente lamentável que em pleno século XXI, tenhamos ainda que conviver com o racismo. Como nossa língua foi importada por colonizadores de origem branca, muitas vezes, mesmo sem essa intenção, usamos palavras ou termos considerados racistas, tais como: Doméstica, Mulata e Inveja Branca.

Doméstica: No tempo da escravidão os negros eram considerados animais por seus donos e para trabalhar na famosa Casa Grande, as escravas eram torturadas, essa era a forma cruel que os senhores de engenho usava para domestica-las , daí a origem do nome.

Mulata: Deriva da palavra Mula, que é o cruzamento de um cavalo com uma  jumenta ou de um jumento com uma égua e essa  é mais uma palavra que devemos retirar do nosso vocabulário.

Inveja Branca: A Inveja é um dos piores sentimentos existentes entre as pessoas, mas muitos tentam suaviza-lo, usando junto com a palavra BRANCA e isso é considerado também um termo racista.

O Sintect/AL abomina qualquer tipo de atitude preconceituosa ou racista,lamenta profundamente que em um país cujo mais de 50% da população é negra, tenhamos como Presidente da República um cidadão totalmente preconceituoso e racista, que diante de mais de 300 pessoas em um evento realizado no Rio de Janeiro em 2017, comentando sobre sua visita à uma comunidade Quilombola, falou a seguinte frase " O negro pesava umas 7 arroubas ",  sob  risos dos ali  presentes, ele ainda concluiu " acho que não serve nem pra procriar" e mais lamentável ainda é que existam pessoas negras que ainda compactuam com as insanidades deste " ser humano".

Outro terrível fato que não pode cair no esquecimento é a morte da vereadora Marielle Franco, ocorrido em Março de 2018, são mais de três anos de impunidade, mesmo tendo sido um assunto de repercussão mundial, nunca houve interesse da elucidação do crime por parte do chefe maior do executivo, afinal Marielle era mulher, humilde, oposicionista e NEGRA, características que não agradam o inominável presidente.

Salve o dia 20 de Novembro, viva Zumbi dos Palmares, somos todos iguais, Deus criou VIDAS e NÃO raças.

#MARIELLEPRESENTE

#JUSTIÇA

#NAOAORACISMO

#NAOAPRIVATIZACAODOSCORREIOS

 

 


Rua Ceará, 206 Prado Maceió - Alagoas 57010-350
SINTECT ALAGOAS 2021
(82) 3326-4454 sintect-al@uol.com.br